solicitar isenção do enem 2021

Regras Novo FIES 2021 – diferenças entre Fies e P-Fies, requisitos

Última atualização em 18 de dezembro de 2020

As regras do Novo Fies 2021 já estão valendo desde o segundo semestre de 2020, quando os alunos começaram se inscrever tendo que obedecer outros requisitos. Não que ficar desinformado? Confira este conteúdo!

O FIES é a sigla para “Fundo de Financiamento Estudantil”, os alunos que quiserem podem obter empréstimos com juros baixo ou zero taxa para cursar a faculdade. É uma iniciativa do governo federal de buscar obter mais acessibilidade ao ensino superior.

regras para o novo Fies

Por vezes, a mensalidade pode pesar no orçamento do aluno, de forma que este acabe desistindo da faculdade ou trancando por um período, outros nem começam. Para resolver este problema existem várias formas de entrar no ensino superior brasileiros, entre elas:

  • ProUni: que dá bolsas de estudos em faculdades particulares
  • Sisu: sistema unificado de seleção para faculdades federais
  • Vestibular tradicional nas faculdades federais
  • Novo Fies: com juros zero
  • P-Fies: juros reduzidos e contratação de de instituições financeiras particulares

O Novo FIES criou regras e requisitos diferentes além de implementar o P-FIES, que permite que mais alunos acessem a faculdade. As mudanças vieram para que a distribuição de vagas seja mais igualitária e justa. Além de tentar aumentar a abrangência sem que houvesse acúmulo de custos.

Veja a seguir se você pode participar do FIES ou do P-Fies.

Novas regras para o FIES 2021 e P-FIES

diferençs entre novo fies e p-fies

Ocorreram vários ajustes, como a mudança da nota mínima, renda para a adesão ao programa e também cálculo da média. No diário oficial, a mudança ocorreu dia 27 de dezembro de 2019.

O FIES foi instituído pela Lei nº 10.260 de 2001, o objetivo é que os alunos possam ter financiamento para alunos que estudam em cursos não gratuitos.

Além disso, também é necessário que a instituição se inscreva no sistema FIES, para que os alunos possam concorrer a vaga. A instituição de ensino público para entrar no FIES precisa ter avaliação positiva no MEC para aderir ao programa.

O novo modelo de financiamento estudantil, por meio de fundo governamental, tem duas modalidades de funcionamento. Uma possui juros zero para quem mais precisa, e juros proporcionais à renda para quem tem mais condições.

estudante na faculdade privada

Serão requisitos do novo FIES:

  • A redação deverá ter no mínimo 400 pontos, antes bastava que o aluno não zerasse a prova
  • A média das outras 4 provas objetivas deverá ser igual ou superior a 450 pontos

Características do FIES:

  • Juros zero
  • Destinado às pessoas de baixa renda
  • Feito a partir de bancos públicos como Caixa e Banco do Brasil

Novas regras do P-FIES

  • Não tem mais limitação de renda, antes era necessário que o aluno tivesse até 5 salários mínimos per capita
  • Enem não é mais obrigatório

Características do novo P-FIES

  • Mantido por fundos de desenvolvimento e bancos privados
  • Critérios de concessão definidos pelo MEC em colaboração com instituições privadas

Além disso, as prestações agora também também mudaram, o estudante começará a pagar as prestações de acordo com seu limite de renda. Isto permite que os encargos diminuam consideravelmente, desta forma beneficiando o estudante.

Quais as condições para novos contratos FIES?

site fies mec gov br para inscrições

A partir de agora apenas estudantes com renda per capita de até 3 salários mínimos podem ter acesso a taxa zero de juros. Esta medida visa pretende manter protegidos os que mais precisam de amparo.

A inadimplência de quase 50% fez com que fosse necessário que medidas fossem tomadas. Uma delas é limitar os que têm acesso ao juro zero, focando em quem realmente precisa.

Além disso, enquanto estuda o aluno precisa pagar mensalmente ou semestralmente, dependendo do acordo uma cota de participação. Um valor destinado a cobrir os custos de encargos financeiros.

Assim que o contrato terminar, o aluno fica responsável por dar uma amortização de contrato de acordo com a renda. O valor dessa amortização, é calculado de acordo com a renda, caso o estudante não tenha renda ainda será devido o valor referente a um pagamento mínimo.

O FIES continua financiando 50%, 75% ou até 100% do valor do curso, inclusive é possível obter ProUni 50%, ao mesmo tempo. As regras de seleção serão definidas de acordo com o perfil do aluno.

Para realizar a inscrição o aluno deverá entrar no site fies.mec.gov.br, dentro do período que as inscrições estiverem abertas. Na página principal deverá clicar em “Minha Inscrição”, depois em “Fazer Cadastro”.

Em seguida o aluno é direcionado ao site do gov.br, onde deverá informar a senha e login cidadão. Depois de logar com o CPF e senha você já estará no sistema do FIES, aí é completar as informações solicitadas.

Leia também:

Conclusão

estudar na faculdade privada com financiamento

Enfim, hoje neste conteúdo você descobriu várias informações interessantes não é mesmo? Afinal de contas pode ficar informado sobre como funcionam as novas regras do FIES e do P-FIES também.

Vimos que o critério de renda mudou e que só alunos com até 3 salários mínimos per capita podem ter acesso ao benefício. Os demais alunos podem também acessar o benefício do financiamento estudantil, mas com juros proporcionais.

E também gostaríamos de ressaltar que, Fies ainda aceita as notas Enem das edições a partir de 2010. Em contraste, prouni e sisu só aceita o resultado do enem mais recente, você sabia?

Além disso, agora a redação não pode mais ter nota abaixo de 400 pontos e, a média da prova deverá ser a partir de 450 pontos. Gostou das informações, dicas e novidades? Então não esqueça de compartilhar o conteúdo nas redes sociais!

Já sabe qual o curso e faculdade vai tentar o FIES? Conta pra gente aí nos comentários!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *