Diferença entre FIES e P-FIES

Diferença entre FIES e P-FIES: Regras, Inscrições

Última atualização em 25 de dezembro de 2020

Os últimos editais relacionados ao FIES trouxeram algumas mudanças significativas em normas referentes a solicitação do crédito estudantil.

Em meio às novidades anunciadas está um nova modalidade de financiamento, criada com o objetivo de aumentar a quantidade de beneficiados, já que o processo até o anúncio das mudanças, atendia apenas um perfil de estudante.

Diferença entre FIES e P-FIES

Esta nova modalidade é o P-FIES, criado em 2018 para tornar o acesso dos estudantes de baixa renda ao ensino superior ainda mais fácil.

Mesmo sendo parte integrante do FIES, o processo de solicitação do P-FIES apresenta algumas diferenças em relação a primeira modalidade.

Porém alguns elementos são comuns nas duas modalidades, como por exemplo a obrigatoriedade da participação no ENEM nas edições realizadas a partir de 2010 com mínimo de 450 pontos e também não ter zerado a nota da redação.

Outro elemento comum entre as modalidades é a necessidade de escolher uma instituição de ensino que possua boa avaliação no MEC.

Apesar do mesmo propósito entre as as modalidade de crédito, algumas diferenças no processo de requisição limitam os perfis estudantis que podem ser atendidos.

Novo FIES: modalidade I

Novo FIES 2021

A modalidade I, conhecida como FIES apenas é dirigida à alunos que tenham concluído o ensino médio em instituições públicas e apresentem renda familiar per capita de no máximo três salários mínimos.

A solicitação desta modalidade de crédito está condicionada a comprovação de baixa renda, ter participado do ENEM com nota mínima de 450 pontos, sem zerar a nota de redação.

Ao obter a aprovação do financiamento o candidato terá um contrato com juros zero e precisará quitar o empréstimo obtido em no máximo 14 anos após a sua graduação no ensino superior.

O FIES possui um número limitado de vagas, logo os alunos pré-selecionados são classificados de acordo com a pontuação obtida no ENEM, portanto é fundamental que você tenha um bom desempenho no exame nacional do ensino médio para fazer parte da primeira chamada.

Os candidatos que não integrantes da primeira chamada ficarão na lista de espera, e precisarão aguardar que alguma inscrição da primeira chamada não seja concluída.

P-FIES: modalidades II e III

p-fies 2021 como funciona
Novas regras P-fies

O P-FIES ou modalidades II e III apresentam um processo semelhante ao FIES, exigindo os mesmos critérios em relação a conclusão do ensino médio e participação no ENEM.

Mas a principal diferença em relação a modalidade I diz respeito a renda familiar.

O P-FIES exige do candidato ao financiamento a comprovação de renda de familiar mensal de no máximo cinco salários mínimos.

E ao contrário do FIES, no P-FIES bancos e instituições privadas se tornam os responsáveis pelos contratos. Logo os estudantes que optarem por esta modalidade estarão sujeitos à encargos para serem pagos durante a graduação.

A taxa de juros associada não é fixa pois é determinada de acordo com a instituição financeira selecionada, podendo apresentar variação de 1,9% à 2,5% ao mês.

Outra diferença é que o P-FIES não possui lista de espera, contando apenas com uma lista de pré-selecionados para inscrição.

Cálculo da renda para participação no programa

Cálculo da renda familiar

Neste momento a pergunta que deve estar em sua mente é qual o valor de sua renda e se ela se enquadra nos critérios do programa. Sabia que para descobrir essa informação o procedimento é simples.

A renda familiar é a soma dos ganhos de todos os familiares que dividem moradia com você e o resultado deste cálculo não pode ultrapassar cinco salários mínimos.

Por exemplo: como hoje o valor do salário mínimo é de R$ 1.045,00 ao dar entrada no P-FIES solicitação sua renda familiar mensal não poderá ultrapassar o valor de R$ 5.225,00.

O estudante que possuir renda familiar superior ao limite estipulado não terão a possibilidade de solicitar o financiamento, mas podem se beneficiar de outros programas que oferecem outras opções de crédito estudantil.

Existem vários programas que podem ser solicitados online e que se encaixam em diversas faixas de renda, não sendo um impeditivo para que os estudantes possam dar continuidade ao seu cronograma de estudos e buscando a qualificação necessária para seu futuro profissional.

Principais diferenças do FIES para P-FIES

diferenças do FIES para P-FIES

Para facilitar a compreensão sobre as diferenças entre o FIES e o P-FIES, vamos apresentá-las no quadro a seguir:

FIES P-FIES
Convocação Listas de pré-selecionados e de espera Lista única com os pré-selecionados
Renda familiar per capita Máximo de três salários mínimos máximo de cinco salários mínimos
Juros Sem juros De 1,9% à 2,5% mensais
Instituição financeira responsável Caixa Econômica Federal Bancos privados
Número de vagas cem mil vagas no ano de 2020 Informação não divulgada

Compreendidas as diferenças cruciais entre as modalidades do programa de crédito estudantil é o momento de se organizar para a inscrição, não se esquecendo do calendário.

Quem leu esse artigo tambem gosta:

O processo de inscrição no FIES ou no P-FIES

fies.mec.gov.br para inscrição

A inscrições para solicitação de crédito através do FIES ou do P-FIES deve ser realizadas através do portal do programa.

O link para página do participante Fies: http://fies.mec.gov.br/ (Inscrições, cronograma, resultados)

Primeiramente os candidatos precisam informar sua data de nascimento e CPF para que o sistema identifique se se você já participou do ENEM e se a sua nota alcançou o mínimo exigido.

Após essa validação os candidatos precisam preencher as informações que serão solicitadas pelo sistema, como por exemplo, curso e instituição de ensino desejados e a renda familiar.

Independentemente de qual for a escolha é necessário que o candidato fique atento pois poderá realizar a solicitação em dois períodos do ano.

Para as solicitações do no primeiro semestre as inscrições acontecem entre 05 e 12 de fevereiro, com a divulgação dos pré-selecionados em 26 de fevereiro em nas duas modalidades. Se o candidato do FIES estiver na lista de espera e for chamado a conclusão será até 31 de março.

As datas para inscrições no segundo semestre ainda não foram divulgadas e os candidatos devem monitorar o portal do FIES para obter a informação.

Como os candidatos podem perceber, apesar das diferenças em relação ao FIES, o P-FIES veio facilitar a vida de muitos estudantes, pois amplia a possibilidade de acesso ao ensino superior exatamente por aumentar o limite de renda familiar.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *